01 outubro 2021

Principais problemas da boca

Titolo opzionale

Problemas da boca

Os principais problemas da boca podem acontecer ao nível dos dentes (placas bacteriana, tártaro, mau hálito e cáries) ou ao nível das gengivas (gengivites ou periodontites).

Principais problemas dos dentes

Placa bacteriana
Placa bacteriana
É uma fina película de aspeto mole, viscoso e cor amarelada, constituída por bactérias, saliva e restos de alimentos que aderem à superfície dos dentes e gengivas, sendo a principal causa de gengivites, cáries e mau hálito. A placa bacteriana deve ser eliminada diáriamente através de uma higienização oral adequada, caso contrário endurece e transforma-se em tártaro, que apenas poderá ser removido pelo dentista.

Cárie

Cárie
A placa bacteriana liberta substâncias nocivas que atacam tanto o esmalte dos dentes provocando as cáries, como as estruturas de suporte provocando as gengivites. Um dente propenso à cárie é aquele que tem relativamente pouco flúor, orifícios pronunciados ou fissuras que retêm a placa bacteriana.

 Mau hálito

Mau hálito
O odor desagradável, caracterizado por mau hálito, provém da cavidade bucal ou através da respiração. Cerca de 90% dos casos de mau hálito tem origem na boca e podem ser provocados pela decomposição das bactérias provenientes dos restos de comida. Para prevenir o mau hálito é essencial fazer uma higiene oral cuidada e completa: escovar dentes e língua, usar fio dental e elixir bucal.

Principais problemas das gengivas
A gengiva é um dos tecidos de suporte dos dentes juntamente com o ligamento periodontal, o osso alveolar e o cemento. Ao conjunto chama-se periodonto.

Principais problemas das gengivas
Os problemas gengivas mais comuns são as gengivites e as periodontites e a sua principal causa é a placa bacteriana.

Gengivite
Inflamação das gengivas caracterizada por inchaço, vermelhidão, mau hálito ou por vezes sangramento. As gengivites tratam-se com uma higiene oral completa, que passa pela escovagem dos dentes, o uso de fio dentário e de um elixir. No entanto, é aconselhável a visita ao médico dentista ou higienista oral, para remoção de todo o tártaro que se acumulou nos seus dentes.

Periodontite (vulgarmente conhecida por piorreia)
Inflamação mais profunda que atinge a estrutura de suporte podendo resultar na perda de dentes. A placa bacteriana, pus e tártaro acumulam-se entre o dente e a parte interior da gengiva, o que dá início ao processo de destruição da estrutura de suporte do dente. Dá-se assim, a retração gengival e o consequente risco de perda do dente. O tratamento das periodontites, sendo uma patologia crónica, tem como objetivo eliminar a infeção e evitar que haja recidivas. Aconselha-se a remoção da placa bacteriana e do tártaro desde a superfície da gengiva até à zona mais profunda das bolsas periodontais, onde a doença está em progressão, após esse processo, existe a necessidade de uso regular de um elixir de tratamento.

Aftas
As aftas são pequenas feridas ou lesões que surgem na boca, designadamente na mucosa bucal, na gengiva, na língua ou nos lábios. São lesões benignas e inofensivas apesar de dolorosas.

Nem sempre é fácil definir a causa das aftas, podendo ser provocadas por vários fatores tais como:

- Traumatismos;
- Mordeduras acidentais;
- Escovagem dos dentes demasiado vigorosa;
- Stress;
- Alterações hormonais (particularmente durante a fase menstrual)
- Dieta (ingestão de alimentos com potencial para aparecimento de aftas, tais como ananás, nozes ou chocolate)

Normalmente, as aftas desaparecem em cerca de uma a duas semanas, de forma espontânea, mesmo sem qualquer tratamento. No entanto, podem ser recomendados alguns produtos ou fármacos para ajudar a aliviar os sintomas e prevenir possíveis infeções. Assim, o tratamento poderá incluir:

- Soluções antisséticas e antibacterianas (colutórios para bochechar)
- Analgésicos e anti-inflamatórios de aplicação local

Sinais de alarme de gengivites e/ou periodontites mais comuns

  • Gengivas inchadas e avermelhadas
  • Dor e desconforto das gengivas
  • Sangramento das gengivas
  • Aumento da sensibilidade ao frio
  • Mau hálito
  • Retração das gengivas
  • Mobilidade dentária

Referências

Referências:

https://www.msdmanuals.com/pt/casa/distúrbios-da-boca-e-dos-dentes/sintomas-de-doenças-dentais-e-orais/estomatite-aftosa-recorrente. Consultado a 18/08/2021

https://www.cuf.pt/mais-saude/aftas-qual-origem-e-que-alimentos-evitar .Consultado a 18/08/2021

https://www.lusiadas.pt/blog/prevencao-estilo-vida/saude-familia/que-sao-aftas. Consultado a 18/08/2021

Artigos relacionados